terça-feira, 31 de outubro de 2017

Paraty por Luiz Martins



---------------------------------------
--------------------------------------- 
Primeiramente, agradeço a todos que votaram em minha foto. Agradeço também a comunidade Fotógrafos do Brasil pela oportunidade de poder participar de mais um concurso onde brilhantes fotógrafos expõem suas belas imagens.

Poça d'água em Paraty

C
omo já relatei em depoimento anterior, acredito que a fotografia é a única escrita que pode ser lida em qualquer lugar do mundo sem tradução.

Paraty após a chuva.
 A cidade de Paraty oferece boas fotos até mesmo com poças d'água.

A
foto vencedora é de Paraty e foi feita durante uma “Press Trip” nas Olimpíadas 2016.        (http://jornalimpactonline.blogspot.com.br/2016/08/a-sempre-linda-paraty.html)
Paraty foi uma das cidades que apoiou as Olimpíadas no Rio de Janeiro.

Foto Vencedora, tema Poça D'Água

E
u não poderia falar da foto vencedora sem mencionar as Olimpíadas na cidade do Rio.
Independente do que seus dirigentes fizeram ou deixaram de fazer, as Olimpíadas foram o maior espetáculo que o povo brasileiro já assistiu em seu país.


Graças aos registros do legado olímpico, uma de minhas fotos foi destacada na maior revista do segmento de fotografia da América Latina. A minha foto do Museu do Amanhã está na página 21 da Revista Fotografe Melhor na edição de novembro de 2017.


Ilustram essa postagem algumas fotos de Paraty tiradas no mesmo dia da foto vencedora.
Um grande abraço a todos.
----------------------------------------------------


Reveja a trajetória como Fotógrafo e alguns projetos de Luiz Martins aqui

Para rever a postagem sobre Aves, Pássaros e fotografia clique aqui

Para rever a postagem sobre Praças clique aqui

Para rever a postagem sobre Palácios clique aqui

Para rever a postagem sobre Fazendas clique aqui


terça-feira, 17 de outubro de 2017

Casarão dos Friedrich por Gilberto R. Winter

Fiz algumas fotos deste centenário casarão, em abril de 1984, para o I Concurso Fotográfico Belezas Naturais e Arquitetônicas de Novo Hamburgo, promovido pela Prefeitura Municipal.
Consegui o primeiro lugar com esta imagem que teve o título de Nobreza Arquitetônica:
Foto Vencedora, tema Portas e Janelas
---------------------------------------
A foto de Gilberto também foi vencedora do 36º Concurso Fotógrafos do Brasil com Tema Portas e Janelas
--------------------------------------- 
Quando vi o tema do 36º Concurso, procurei em meus arquivos justo esta, pois sabia da força dela, por ser uma imagem diferente de todas as outras. 
Ela não parece apenas uma porta, para mim ela transmite mais. É uma porta, ou um portal, que dá para outra porta aberta, algo como adentrar o passado, com a chance de vislumbrar o futuro, lá do outro lado.
Aliás, tenho um slide que fiz deste lugar, justamente ilustrando este pensamento, pois ao fundo desta paisagem bucólica ergue-se a cidade, que aos poucos, vai engolindo a história.
As duas fotos abaixo da porta eu fiz no mesmo dia.
  
A externa, do casarão, é mais atual e é conhecido como Casarão dos Friedrich (sobrenome dos proprietários).
 
O Casarão dos Friedrich foi construído em 1845, tendo, portando 172 anos de história.
É um patrimônio histórico e ambiental, preservando a memória da vida colonial.
A casa já funcionou como museu e ainda guarda todo o acervo juntado em muitas décadas, mas hoje está com visitas mais restritas, pois o proprietário, sr. Odilo Friedrich está com 90 anos.
Segundo ele, ainda guia alguns grupos de estudantes pelos cômodos e adjacências, descrevendo objetos e contando a história do lugar, mediante contato e disponibilidade de horário.
---------------------------------------





segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Fotos Participantes do 36º Concurso - Tema Portas e Janelas

Fotógrafo: renato laky
Rio Grande, ao lado de onde os lobos marinhos descansam. 
Um pier com porta de acesso.

Foto Finalista

----------
Fotógrafo: Luiz Martins
Cidade de Bananal, São Paulo - SP


----------
"Caminito", bairro "la boca" 
Buenos Aires, Argentina


-----------
Fotógrafo: Aleksey Lopes
Porto Seguro/BA. 
Janela da réplica da caravela que chegou no Brasil em 1500.


----------
Sobradinho – Bahia

Foto Finalista

-----------
Fotógrafo: Pedro Américo
Casa antiga. Alcântara, MA, Brasil


------------
Fotógrafa: Eunice Almeida
Janela para vida! Presidente Prudente, SP


----------
Academia das Agulhas Negras – Resende – RJ


----------
Fotógrafo: Iridilson Silva
Alagoinhas - Bahia


----------
Fotógrafo: Silvoney da Silva
Casarão de 1897 transformada em casa da cidade. 
Tubarão - SC


----------
São Luís MA


----------
Fotógrafo: Jose D. Janning
Deserto do Atacama


------------
Fotógrafo: Gilberto R. Winter
Novo Hamburgo/RS

Foto Vencedora

--------------------------------
Concurso realizado de 07 a 14 de outubro


segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Destaque da Comunidade: Luciano Bernardes


Me chamo Luciano Bernardes, tenho 41 anos, natural de São Paulo (Capital). A 10 anos atuo no mercado fotográfico de eventos sociais e fotografia de natureza, em especial as aves que são minha grande paixão. 


A foto escolhida como Capa da Comunidade foi realizada com um celular no ponto turístico mais bacana da cidade de Caconde, cidade do interior de SP a 300 km da capital.
Foto Capa da Comunidade Fotógrafos do Brasil
No dia do registro estava soltando pipa com meu filho, de repente vi aquela linda seriema cantando sem parar, não deu outra, fiz a foto e o resultado me agradou bastante, pena não estar com meu equipamento fotográfico para ter um melhor resultado.
 Segue mais algumas fotos do local:



Muito obrigado pela escolha, é uma honra ver minha foto estampada na capa da comunidade.
Att: Luciano Bernardes
--------------------------------------


quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Filhotes de Beija-flor por Jann Gm

Quase dentro do meu alpendre ela resolveu construir o ninho ....
... na única árvore do quintal.
Começou o bom dia pra lá ...
 ... boa tarde prá cá ...
... e boa noite.
Foi mais ou menos assim...
São Beijoko e Beijoka.
Tive duvida quando saíram dos ovos.
Toda manhã ia ver se estava tudo bem e pelo desenvolvimento deles deu para notar que era macho e fêmea.


  
O(A) mais forte abandonou o ninho primeiro. 
Quando vi que havia um filhote no ninho fiquei assustado e com muita raiva, desci da escada e comecei a procurar penas pelo chão.
Xinguei muito um gavião que mora em uma mangueira em frente a minha casa.
Começa a sequencia das fotos com um filhote no ninho e que 2 dias depois vai abandonar.





 


Hoje não sei se é o Beijoko ou a Beijoka que passa igual a um foguete pelo quintal...

-----------------------------------